Procurar os produtos e serviços da GESTRA?

Como as válvulas de retenção (retorno) funcionam?

Como as válvulas de retenção (retorno) funcionam?

Uma válvula de retenção equipada com uma mola ou um contrapeso começa a abrir quando uma certa diferença de pressão estática (pressão a montante menos pressão a jusante da válvula) é detectada. 

Isso cria uma força de abertura (diferença de pressão x área da seção transversal da válvula) que atua contra a força de fechamento. 

Quando a força de abertura desequilibra a força de fechamento, o elemento da válvula é aberto (pressão de abertura). A pressão de abertura necessária depende da tensão da mola ou do peso do contrapeso, da posição da instalação e da dimensão da válvula de retenção.

Quando você inicia o sistema, uma pressão estática se acumula entre o gerador de pressão e a válvula de retenção. 

Assim que a pressão de abertura é atingida e a força de fechamento excede, o fluxo de volume se inicia. 

A pressão na frente da válvula de retenção cai para que a força de fechamento equilibre a força de abertura novamente e a válvula se feche. 

Esse processo é repetido até que o fluxo de volume seja grande o suficiente para que, devido à diferença de pressão dinâmica adicional, a força de fechamento não seja maior o suficiente para fechar a válvula.

Dependendo do fluxo de volume, a válvula de retenção se abre completamente ou apenas parcialmente. Durante a abertura parcial, ou seja, com um fluxo de volume reduzido, pode ocorrer ruído. 

Isso é causado pelo impacto do disco da válvula, cone ou aleta ou fundo da válvula. É possível que, ao invés de ruído, seja ouvido um sinal sonoro de alta frequência. 

Um ruído constante é um sinal claro de válvulas de retenção muito grandes. A válvula não foi selecionada de maneira ideal para atender aos requisitos do sistema. 

Não é possível o fornecimento de uma válvula de tamanho nominal menor se a queda de pressão em carga máxima se tornar muito grande.

Non-return check valve in situ

Às vezes, o ruído só pode ser ouvido ao se iniciar ou desligar o sistema ou apenas com carga parcial. 

Em seguida, a válvula é superdimensionada apenas para essas fases da operação e pode ser possível resolver o problema reduzindo a força de fechamento, por exemplo, usando uma mola mais fraca ou um contrapeso reduzido. 

Pode até ser possível usar uma válvula sem uma mola - em tubulações verticais com fluxo ascendente.